Perfil Metabólico

Quanto você pagaria, para prolongar anos da sua vida? Viver com qualidade e ter o funcionamento de seu corpo detalhado ao seu alcance.

O método estuda o estresse celular excessivo de cada órgão seu ou tecido do corpo, detectando desequilíbrios de forma precoce, antes mesmo do surgimento de lesões ou doenças. Antes mesmo de seu corpo dar sinais de alguma disfunção, conseguimos detectar e reverter a situação, evitando problemas futuros ou corrigindo problemas já existentes. Como a monitoração é celular, direcionamos o caminho para que seu corpo funcione em perfeita condição, trazendo a você incalculáveis benefícios de saúde em geral, e em casos de rendimento esportivo, ou busca por estética corporal, a otimização desse resultado procurado com a certeza de que a condição saudável e segura esta sendo mantida.A partir de um conjunto de estudos, é possível conhecer as tendências  e o comportamento celular de cada indivíduo, o que aumenta as possibilidades de contribuição à sua saúde e desempenho.  Atua detectando se todos os nutrientes de sua alimentação, assim como sua hidratação  dentre outros, estao de acordo com as necessidades e funções celulares antes do aparecimento de sinais e sintomas. Após, são propostas recomendações a tempo de prevenir o agravamento de problemas pré-existentes.

 A diferença fundamental entre nossa tecnologia e os exames de laboratório tradicionais, é que enquanto os exames de laboratório fazem a dosagem dos exames separadamente, a monitoração celular verifica as relações dos exames entre si e fornece um estudo das suas funções em conjunto

Isso permite contar a história das células: como elas estão vivendo, o que está faltando ou está em excesso, para elas funcionarem bem e resultar num tecido e/ou órgão saudável. Por exemplo: Os exames de laboratório fornecem a dosagem da vitamina B12 no organismo. Já a nossa monitoração  analisa se as funções da célula que dependem da vitamina B12 estão sendo cumpridas. Dessa forma, levam-se em consideração os níveis ideais de cada indivíduo e não uma ampla faixa impessoal de normalidade, como acontece nos exames de laboratório.

Os métodos de diagnósticos, de um modo geral, diagnosticam alterações do corpo humano baseadas em sinais e sintomas dos diversos órgãos desse corpo. Só que quando um órgão apresenta um sinal ou sintoma, é porque já vem acontecendo, há algum tempo, sofrimento nos tecidos desse órgão e, há mais tempo ainda, estresse celular excessivo desse órgão. A Monitoração Celular intervém na fase inicial de um processo de adoecimento. Reconhece o tipo de sofrimento, porque está acontecendo e apresenta as soluções para corrigi-lo, antes de que se manifeste.

Seja na manutenção ou prevenção de sua saúde, estética e emagrecimento saudável ou rendimento físico otimizado, temos a tecnologia que seu corpo merece!

Desenvolvemos um método de análise diagnóstica que, a partir de uma simples coleta de sangue e com auxílio de softwares específicos, fornece um grande número de informações relativas a pessoa. Apresenta laudos precisos que revelam como se encontra seu organismo em relação ao seu funcionamento ideal, no estilo de vida atual. E ainda, revela quais as condutas a serem adotadas para se aproximar de 100% do seu potencial e prevenir lesões e doenças. O método pioneiro, foi elaborado de forma a gerar o maior número de informações possíveis sobre como as células do corpo humano estão reagindo aos trabalhos físico-laborais relativos às condutas individuais, à alimentação em uso, à hidratação, dentre outros.

Em outras palavras, o método estuda o estresse celular excessivo de cada órgão ou tecido do corpo, detectando desequilíbrios de forma precoce, antes mesmo do surgimento de lesões ou doenças.

Constitui uma ferramenta inovadora para auxiliar no diagnóstico sub-clínico e no tratamento para o reequilíbrio orgânico.

Atua detectando precocemente disfunções orgânicas, intoxicações, desequilíbrio dos micro e macro nutrientes (relativamente às atividades diárias), nível de estresse das células dos diversos órgãos, grau de hidratação dos tecidos, dentre outros, antes do aparecimento de sinais e sintomas. Após, são propostas recomendações a tempo de prevenir o agravamento de problemas pré-existentes.

O cliente recebe um laudo contendo o resumo de vários estudos, interpretados por uma equipe altamente capacitada, e auxiliada por sistemas de diagnóstico computadorizados e por Redes Neurais Artificiais de Retro-propagação (RNAR). As RNAR correlacionam numerosas variáveis do cliente em curtíssimo espaço de tempo, apresentando margens de erro muito abaixo do convencionado mundialmente (0,09%)

Exemplo…

É como se colocássemos chips, em todas as células do corpo, e esses chips fossem lidos por nós em equipamentos e a informação interpretada pela experiência que nossos profissionais tem, e a informação que temos é sobre o estado dessas células e tecidos, como estas estão funcionando, se estão estressadas, se podem render mais, se o volume de treinos esta adequado e elas podem suportar, se o repouso esta adequado pra aquele momento do atleta o que esta deficiente, se são micro o macro nutrientes, se é agua etc… e todos os detalhes e pequenos ajustes são feitos. Assim teremos sempre a previsão de disfunções que geram as  lesões.

Todo o individuo que esta bem condicionado a nível bioquímico, esta comprovado que tem muito mas resistência a impactos, traumatismos e doenças.

Todo o estudo é voltado ao respeito pela individualidade biológica, porem além disso damos foco ao momento de vida de cada um, pois inúmeros fatores externos afetam a um bom condicionamento bioquímico, por isso existe muito respeito e adequação ao momento da vida do atleta e se adapta ao contexto de vida daquele momento.

Estudar ou monitorar pessoas que aparentemente estão normais mas que a nível celular, molecular apresentam grande disfunções, que se forem tratadas no momento certo, não irão gerar problemas. Acompanhamentos tradicionais, se baseiam em poucas variáveis e emitem um conceito muita amplo baseado em poucos dados. De forma pioneira e única mundialmente, nós utilizamos o maior número de variáveis conhecidas hoje no mundo e nossa análise esta baseada em uma visão bioquímica multidimensional da forma mais completa possível.

Quando a individualidade biológica não é respeitada, e sem nos dar conta aplicamos sobrecargas excessivas, ou que sejam normais, mas que o corpo do atleta naquele momento interpreta como incapaz de suportar aquela carga, tanto fisicamente como bioquimicamente por não ter suporte adequado de micro e macro nutrientes celulares, por uma reduzida capacidade de oxigenação, dentre outras coisas, o caminho da lesão se torna inevitável e isso sem o atleta e as pessoas que trabalham ao seu entorno se darem conta devido a ser alterações celulares, muito pequenas e que apenas se torna visíveis quando o problema já esta instalado. Por isso a monitoração se torna ferramenta importantíssima no preparo e na manutenção da saúde.

Qual a diferença entre a Monitoração celular  e os Exames comuns de laboratório?

A diferença fundamental é que enquanto os exames de laboratório fazem a dosagem dos analitos (exames) separadamente, a monitoração celular verifica as relações dos analitos (exames) entre si e fornece um estudo das suas funções em conjunto.

Isso permite contar a história das células: como elas estão vivendo, o que está faltando ou está em excesso, para elas funcionarem bem e resultar num tecido e/ou órgão saudável.

Por exemplo: Os exames de laboratório fornecem a dosagem da vitamina B12 no organismo. A Monitoração celular analisa se as funções da célula que dependem da vitamina B12 estão sendo cumpridas. Dessa forma, levam-se em consideração os níveis ideais de cada indivíduo e não uma ampla faixa impessoal de normalidade, como acontece nos exames de laboratório.

Qual a diferença entre a Monitoração celular e os Exames diagnósticos atuais?

As Ciências da Saúde, de um modo geral, diagnosticam alterações do corpo humano baseadas em sinais e sintomas dos diversos órgãos desse corpo. Só que quando um órgão apresenta um sinal ou sintoma, é porque já vem acontecendo, há algum tempo, sofrimento nos tecidos desse órgão e, há mais tempo ainda, estresse celular excessivo.
A Monitoração Celular intervém na fase inicial de um processo de adoecimento. Reconhece o tipo de sofrimento, porque está acontecendo e apresenta as soluções para corrigi-lo, antes de que se manifeste.

ETAPAS DA MONITORAÇÃO ( PERFIL METABOLICO)

1 PASSO – AGENDAMENTO

Agende seu horário para a primeira consulta (sem custo) para esclarecimentos e explicação do método, onde você poderá tirar todas suas dúvidas e entender todo o processo e benefícios.

2 PASS0 – COLETA DE SANGUE E ENTREVISTA (ANAMNESE)

Será realizada a coleta do material para as análises, e realizada uma detalhada entrevista (ANAMNESE) muito pontual sobre sua rotina, costumes, objetivos, patologias existentes e demais informações.

3 PASSO – REALIZAÇÃO DOS EXAMES, ESTUDOS E PESQUISAS

Elaboração de resultados para a produção dos gráficos e informações das mais de cem (100) variáveis fisiológicas estudadas em seu organismo. Confecção das fórmulas necessárias para a correção de seu reequilibro orgânico. Emissão de laudos.

4 PASSO – CONSULTA DE ENTREGA DO LAUDO

Consulta explicativa em detalhes de todo seu laudo, com todos os apontamentos e explicações do que esta acontecendo com seu organismo em todas as áreas,quais problemas futuros estão sendo criados e quais as condutas e serem tomadas para a correção.

5 PASSO – ACOMPANHAMENTO

Em forma de consultoria, nossa equipe realiza um acompanhamento de forma personalizada, com orientações pontuais e controle para que todos os ajustes ocorram de forma otimizada.

 

ESTUDOS REALIZADOS

  • Metabolismo Glicídico
  • Metabolismo Lipídico
  • Metabolismo Protéico
  • Metabolismo Nucleoprotéico
  • Grau de Hidratação
  • Estresse Hepatocelular
  • Estresse Hepatocanalicular
  • Estresse Muscular
  • Estresse Ósseo
  • Estresse Osteomuscular
  • Estresse Renal
  • Estresse Cardíaco
  • Capacidade de Oxigenação
  • Encurtamentos Musculares
  • Intoxicação por Chumbo
  • Intoxicação por Álcool
  • Intoxicação Medicamentosa
  • Intoxicação por Organofosforados
  • Deficiência de Ácido Fólico
  • Deficiência de Vitamina B12
  • Deficiência de Vitamina B6
  • Deficiência de Vitamina C
  • Deficiência e/ou Overdose de Vitamina D
  • Existência ou Início de Processos Inflamatórios
  • Existência ou Início de Processos Infecciosos
  • Existência ou Início de Processos de Contato com Carga Viral
  • Existência ou Início de Processos de Estresse Físico/Emocional
  • Indices dos Estados Fisiológicos Predominantes (Anabólico, Cortisol, Cetose, Disbiose)

 

Após a detecção dos desequilíbrios orgânicos, quais as recomendações propostas pelo perfil metabólico?

Com base na interpretação das inúmeras informações contidas no perfil metabólico, é possível traçar soluções bastante específicas para cada pessoa, naquele momento de sua vida. São elas:

  • Adequar o apoio logístico da célula à intensidade do esforço praticado, a partir de micronutrientes formulados por especialista em farmácia clínica e prescritos por médico;
  • Adequação do repouso ao esforço praticado;
  • Adequação hídrica: adequação da quantidade de ingestão de líquidos à refrigeração necessária do organismo e à necessidade de excreção das escórias metabólicas, o que depende do tipo de alimentação associado à intensidade da atividade física praticada;
  • Adequação da intensidade do exercício ou atividade de trabalho.

O perfil metabólico é a aplicação do método mencionado acima, com demonstração gráfica dos resultados.

Distribuição de Variáveis Fisiológicas e suas Magnitudes – GRÁFICO 1

As colunas (roxas) das diversas variáveis fisiológicas se posicionam em relação a uma faixa recomendada para cada caso (faixa azul), sendo que é considerado “ótimo” quando todas as colunas se encontram no meio da faixa azul.

Alterações Fisiológicas Observadas – GRÁFICO 2

Observa-se chaves com as “alterações bioquímicas compatíveis com intoxicação do tipo”: “alterações bioquímicas e celulares compatíveis com deficiência de”; “alterações leucocitárias compatíveis com ; “hemácias”  e “sistema músculo-esquelético”. Em cada chave, na linha inferior, aparecem as substâncias químicas, vitaminas, processos inflamatório, infeccioso, carga viral, estresse físico-emocional-adrenérgico-, alérgico e verminose; hemólise, macrocitose e microcitose; encurtamentos musculares e estresse osteomuscular. Essas alterações fisiológicas observadas em relação ao que está escrito nessa linha inferior do gráfico, podem ser classificadas em: “presente” “possibilidade” ou “ausente”. O “ótimo” é quando todos os itens estudados situam-se em “ausente”.

Índices dos Estados Fisiológicos Predominantes- GRÁFICO 3

Os índices anabólico, de cortisol, de cetose, de disbiose, de resistência insulínica periférica e de estresse oxidativo são classificados em “elevado”, “moderado” ou “reduzido”. O “ótimo” é quando a classificação está em “reduzido”, com exceção do índice anabólico que seria considerado “ótimo” na classificação de “reduzido”, “moderado” ou “elevado” dependendo de cada caso estudado.

Deficiências Nutricionais Sintomáticas- GRÁFICO 4

Mostra uma grande variedade de micronutrientes e o percentual de suas deficiências relativamente a 100% da dose diária. O “ótimo” seria a ausência de faixas roxas, ou seja, todos os micronutrientes com 0% de deficiências.

Posicionamento de seus estresses celulares e relação à faixa recomendada GRÁFICO 5

Apresenta-se com faixas roxas representando os percentuais de variação do Estresse Hepático (EH), Estresse Ósseo (EO) e Estresse Muscular (EM) em relação à uma faixa recomendada de 0% à 100% (seta verde). Nesse gráfico, o “ótimo” seria a observação dos estresses estudados em torno de 50%. Também poderão ser observados estresses negativos, tendo esse fato sido observado com maior frequência no Estresse Ósseo, o que representa uma atividade osteoblástica bastante reduzida.